Conheça os palestrantes das Mesas Redondas do III Encontro Brasileiro de Pesquisa em Cultura

21 de maio de 2015

8/10/2015 – quinta-feira

16:00 – Mesa de abertura: Encontro de saberes (Salão de Atos da URCA – Crato)

Alemberg Quindins (Fundação Casa Grande)
É criador da Fundação Casa Grande – Memorial do Homem Kariri, em Nova Olinda-CE. A Fundação surgiu em 1992, com o objetivo de proporcionar a crianças e jovens e seus familiares a formação social e cultural através da vivência em gestão institucional.

Marinez Pereira do Nascimento (Coco Frei Damião)
O Grupo de Coco Frei Damião é um grupo de música e dança da cultura tradicional do Cariri Cearense/Brasil. Marinez é mestra do grupo.

Jorge Carvalho (UnB)
Antropólogo, professor da Universidade de Brasília. Seu trabalho como antropólogo se desenvolve principalmente nas seguintes áreas: Etnomusicologia, Estudos Afro-brasileiros, Estudo da Arte, Religiões Comparadas, Mística e Espiritualidade, Culturas Populares e Ações Afirmativas para os Negros e Indígenas.

Carmén Saenz Coopat (UFCA) – mediadora
Professora visitante estrangeira da Universidade Federal do Cariri. Doutora em Ciências da Arte, com especialização em Etnomusicologia pelo Instituto Superior de Arte da Universidade da Havana (Cuba). Tem experiência na área de Artes, com ênfase em Etnomusicologia, atuando principalmente nos seguintes temas: etnomusicologia, música cubana e latino-americana, organologia, musicologia e educação musical.

19:00 – Conferência de abertura (Salão de Atos da URCA – Crato)

Arthur Omar (antropólogo, etnógrafo, artista de múltiplas linguagens)

Formado em antropologia e etnografia, Arthur Omar desenvolveu novos métodos de antropologia visual, tanto em seus filmes documentários epistemológicos dos anos 70 como em seus livros recentes sobre Carnaval e Amazônia, onde a busca científica se realiza através de uma intensificação estética do material. Trabalha com cinema, vídeo, fotografia instalações, música, poesia, desenho, além de ensaios e reflexões teóricas sobre o processo de criação e a natureza da imagem.

9/10/2015 – sexta-feira

16:00 – Mesa 1 – Brasil brasis (Auditório da Faculdade Católica – Crato)

Maria do Perpétuo Socorro (UFAM)
Professora da Universidade Federal do Amazonas, coordenadora do Grupo Interdisciplinar de Estudos Socioambientais e de Desenvolvimento de Tecnologias Apropriadas na Amazônia, com pesquisas na área de Ciências Sociais Aplicadas e Sociologia sobre as temáticas: populações tradicionais, sustentabilidade, políticas públicas, inovação e tecnologia social e cultural. É Pró-Reitora de Inovação Tecnológica da UFAM.

Albino Rubim (UFBA)
Professor da Universidade Federal da Bahia, no Programa Multidisciplinar de Pós-Graduação em Cultura e Sociedade e no Programa de Artes Cênicas. Principais áreas de interesse: políticas culturais; cultura e política; comunicação e política; cultura, comunicação e sociedade. Formado em Comunicação pela UFBA (1975) e em Medicina pela Escola Baiana de Medicina (1977), mestre em Ciências Sociais pela UFBA (1979), doutor em Sociologia pela USP (1987) e pós-doutor em Políticas Culturais pela Universidade de Buenos Aires e Universidade San Martin (2006).

José Márcio Barros (PUCMG)
Atua na área da Antropologia Urbana e da Comunicação, com ênfase nas temáticas da identidade cultural, política cultural, cidade e cultura, gestão cultural, da diversidade cultural e processos de mediação. Possui graduação em Ciências Sociais pela Universidade Federal de Minas Gerais (1980), Mestrado em Antropologia Social pela Universidade Estadual de Campinas (1992) e Doutorado em Comunicação e Cultura pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (2003).

Roberto Marques (URCA – mediador)
Tem experiência nas áreas de Antropologia e Sociologia, com interesse específico nos temas: Festas, Narrativas e Performances, Criação Cultural, Antropologia Urbana, Memória Social e Gênero. Doutor em Antropologia Cultural pelo Instituto de Filosofia e Ciências Sociais da Universidade Federal do Rio de Janeiro (2011), Mestre em Sociologia pela Universidade Federal da Paraíba (2001) e Graduado em Psicologia pela Universidade Federal do Ceará (1994). Atualmente, é Professor Adjunto do Departamento de Ciências Sociais da Universidade Regional do Cariri.

16:00 – Mesa 2 – Cultura e Novas Epistemologias (Salão de Atos da URCA – Crato)

Liv Sovik (UFRJ)
Trabalha sob forte influência dos Estudos Culturais, sobretudo o trabalho de Stuart Hall. Partindo muitas vezes de uma visão histórica da música popular brasileira, suas pesquisas versam sobre teorias de cultura e poder, passando pelo pós-moderno, a globalização e o comum, assim como manifestações culturais ligadas a identidades culturais, raciais e de gênero no Brasil contemporâneo.
É professora associada da Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Leandro Colling (UFBA)
Desde 2013, pesquisa as políticas LGBT e o ativismo queer em Portugal, Espanha, Chile, Argentina e Equador. Criador e coordenador do grupo de pesquisa Cultura e Sexualidade (www.politicasdocus.com) e criador e editor da revista acadêmica Periódicus, primeira e única inteiramente dedicada aos estudos queer no Brasil (http://www.portalseer.ufba.br/index.php/revistaperiodicus). É professor adjunto do Instituto de Humanidades, Artes e Ciências (IHAC) Professor Milton Santos e professor permanente do Programa Multidisciplinar de Pós-graduação em Cultura e Sociedade, ambos da Universidade Federal da Bahia.

Benjamin Abdala (USP)
Membro do Conselho Editorial de várias revistas científicas, foi diretor ou coordenador de séries ou coleções editoriais, entre elas, a Princípios e Fundamentos (Editora Ática), Literatura Comentada (Editora Abril), Ponto Futuro e Livre Pensar (Editora SENAC-SP). Suas pesquisas situam-se no campo da Literatura Comparada, atuando no âmbito das literaturas de língua portuguesa. Foi um dos introdutores dos estudos das Literaturas Africanas no país. É professor titular da FFLCH da Universidade de São Paulo.

Alexandre Barbalho (UECE – mediador)
Tem experiências nas áreas de Comunicação e Cultura, com ênfase em políticas de cultura, de comunicação e das minorias atuando principalmente nos seguintes temas: política cultural, cultura, estado, mídia, minorias, juventude. É professor adjunto do curso de História e do PPGs em Políticas Públicas da UECE e em Comunicação da UFC.

10/10/2015 – sábado

16:00 – Mesa 3 – Comunicação, linguagens e cultura (Salão da Atos da URCA – Crato)

Jean Portela (Unesp)
Pós-doutor em Semiótica pela Universidade de Limoges (França), Doutor em Linguística e Língua Portuguesa pela Unesp de Araraquara (SP), Mestre em Letras pela Universidade Estadual de Londrina (PR) e Bacharel em Comunicação Social: Jornalismo pela Unesp de Bauru (SP). É professor do Departamento de Linguística e do Programa de Pós-Graduação em Linguística e Língua Portuguesa da Faculdade de Ciências e Letras da Unesp. É editor-chefe dos CASA: Cadernos de Semiótica Aplicada. Autor e tradutor de diversas publicações científicas, desenvolve pesquisas em história e epistemologia da semiótica.

Ivana Bentes (UFRJ)
Tem experiência na área de Comunicação, com ênfase em Teoria da Comunicação, atuando principalmente nos seguintes temas: estética, comunicação, audiovisual, cinema, imaginário social e pensamento contemporâneo, cultura digital. Atualmente se dedica a dois campos de pesquisa: Estéticas da Comunicação, Novos Modelos Teóricos no Capitalismo Cognitivo (CNPq) e Periferias Globais: produção de imagens no capitalismo periférico. É professora associada do Programa de Pós-Graduação em Comunicação da UFRJ.

Antônio Vicente Pietroforte (USP)
Tem experiência na área de Lingüística, com ênfase em Teoria e Análise Lingüística, atuando principalmente nos seguintes temas: semiótica, análise do discurso, literatura, literatura brasileira. Possui graduação em Letras pela Universidade de São Paulo (1989), mestrado em Lingüística pela Universidade de São Paulo (1997) e doutorado em Lingüística pela Universidade de São Paulo (2001). Atualmente é professor da Universidade de São Paulo.

Cleyton Fernandes (UFCA – mediador)
Possui sólida experiência como Educador Musical em Colégios de E.F. I e II e projetos de Inclusão Social. Atua como instrumentista e pesquisador com ênfase em Semiótica da Música e Práticas Interpretativas – Violão. Possui experiência na área de gravação, produção musical e trilha para teatro. Coordena o Núcleo de Cultura e Pesquisa da Pró-reitoria de Cultua da UFCA e o projeto Cordas Brasileiras. Professor no curso de Licenciatura em Música da Universidade Federal do Cariri – CE.

16:00 – Mesa 4 – Política e federalismo culturais (Auditório da Faculdade Católica – Crato)

Lia Calabre (FCRB)
Possui doutorado em História pela Universidade Federal Fluminense (2002). Atualmente é presidente da Fundação Casa de Rui Barbosa. Tem experiência na área de história cultural e política, com ênfase em Políticas Públicas de Cultura, atuando principalmente nos seguintes temas: política cultural, gestão cultural, rádio, Brasil-história, cultura, meios de comunicação de massa e rádio nacional.

Guilherme Sampaio (SECULTCE)
Secretário de Cultura do Estado do Ceará. Foi vereador desde 2005, atuando em questões relacionadas a educação, cultura e esporte.

Dane de Jade (SECULT-Crato)
Secretária de Cultura do Município de Crato. Tem experiência na área de Artes, com ênfase em Educação Artística, atuando principalmente nos seguintes temas: mostra cariri, MPB show e cordel.

Paulo Miguez (UFBA – mediador)
Principais áreas de interesse: estudos sócio-econômicos da cultura; políticas culturais; e estudos da festa, com ênfase no carnaval. É professor do Instituto de Humanidades, Artes e Ciências da UFBA e do Programa Multidisciplinar de Pós-Graduação em Cultura e Sociedade (UFBA), do qual foi coordenador entre 2010 e 2012, e pesquisador do CULT – Centro de Estudos Multidisciplinares em Cultura (UFBA). Foi Assessor Especial do Ministro Gilberto Gil e Secretário de Políticas Culturais do Ministério da Cultura, de 2003 a 2005, e membro do Conselho Estadual de Cultura da Bahia, entre 2009 e 2011.

css.php